Página #31 - Arkhaika (Alecio Miari) + Sorteio!

Arkhaika: A trajetória do Sol e da Lua
Alecio Miari
E-Book
349p.
Skoob | Orelha de Livro

No final do ano passado recebi uma mensagem no Skoob do irmão do Alecio perguntando se eu podia ajudá-los com a divulgação do livro dele, Arkhaika. Já de cara eu adorei o nome do livro e fiquei super curiosa. Topei na hora!

Recebi o livro para ler, mas acontece que, de uns tempos para cá, tenho sentido preguiça (isso mesmo!) de ler livros de fantasia. Sinto preguiça de ter que imaginar um mundo novo na minha cabeça, novo vocabulário, novos lugares, enfim... preguiça de imaginar. Isso é ruim? É ruim, eu acho. Mas sei lá... não deixei de ler, apenas ando preferindo livros que se passam no mundo real, entendem? Por isso acabei deixando essa leitura para depois e assim ela foi ficando. Até que alguns meses atrás eu resolvi deixar a preguiça de lado e pensei "Vou tentar!".

E qual foi a minha surpresa? Que livro gostoso de ler! :) Arkhaika é, sim, uma fantasia, mas o que pode ser ruim para você, foi extremamente prazeroso pra mim. Eu descobri um novo mundo, mas que podia muito bem ser a minha realidade. Vamos voltar um pouco, para eu explicar essa história!

Arkhaika vai contar a história de Apolo e como ele estava inconformado de viver em um mundo onde seu destino já estava definido desde seu nascimento. Isso acontece porque os Arkhaínos fizeram um acordo, há centenas de anos, com os Leezus, onde, em troca de toda tecnologia oferecida, eles mandaríam seus jovens aos 20 anos para outros planetas para disseminar seu conhecimento em arquearia, herbologia e matemática. Só que Apolo conhece uma pessoa maravilhosa, Luna (com quem estava prometido em casamento desde criança), casa com ela e se torna pai!

Diante disso, é claro que ele não quer largar toda sua vida para embarcar em uma aventura, mas é isso que acontece. Ele tem de partir nessa missão, mesmo obrigado. Ao chegar em Trimia, planeta para o qual é enviado, o objetivo de Apolo passa a ser retornar a Arkhaika. Mas isso não é tão fácil quanto parece.

Em Arkhaika, Luna também se sente inconformada e tenta buscar formas de conseguir informações sobre seu marido e de fazer com que as mulheres que ficaram também possam ter objetivos e contribuir com o sistema. Em um certo momento da história, os capítulos passam a ser alternados (Apolo e Luna narrando) e a força dessas mulheres fica evidente através da narrativa de Luna.

Eu adorei todas as críticas que o autor coloca no livro à nossa sociedade, ao modo como vivemos e, de certa maneira, como nos conformamos facilmente com o que nos é imposto. A maneira com que o autor coloca isso é ótima e o jeito que ele escreve é simples. Isso me fez gostar muito do livro, justamente porque eu não senti aquela preguiça que falei ali em cima. Foi muito fácil me envolver nesse novo mundo.

A capa do livro, sinceramente, virou uma das minhas preferidas! Achei perfeita! Só tenho elogios ao livro do Alecio. E por ter ficado tão contente com essa leitura, resolvi que deveria compartilhar com vocês e sortear um exemplar! \o/ Para concorrer é só preencher o formulário abaixo.

Visitem o site e a página do livro no Facebook, batam um papo com o Alecio e não deixem de comprar Arkhaika!




É necessário ter um endereço de entrega no Brasil.
O autor enviará o livro para o ganhador,
mas não é responsável por extravios do Correios. 
Comentários
7 Comentários

7 comentários :

  1. Ah Petra, fico triste por você estar com essa preguicinha, mas pode ir parando com isso, hein moça?! Ainda bem que não está com ressaca literária por completo e ainda sobra vontade para ler livros mais reais, né?!

    Sobre o livro, ainda estou tentando descobrir como se lê o nome dele, mas isso não vem ao caso. O que eu realmente quero saber é de onde surgiu essa capa MARAVILHOSA. Gente, que coisa linda!!! Me apaixonei a primeira vista. E nem se fala a história, parece incrível! Sinceramente, ainda estou com dó do Apolo. Pobrezinho. Aah, gostei da personalidade da esposa dele (isso aí filha, não fica sentada esperando, não. Vai lá e toma alguma atitude, mulher Hehe)

    Eh mocinha, olha só o que você fez. Acrescentou mais um livro na minha lista de desejados. Como a grana tá curta, to torcendo muito aqui para ganhar esse livrinho lindo.
    Aah, antes que eu me esqueça, AMEI a sua sábia e bondosa decisão de compartilhar o livro conosco!

    Bjos e parabéns pela ótima resenha!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é linda, né? *-*
      Obrigada, Cleizi! E apareça mais vezes :)

      Excluir
  2. Petra!
    Fico tão feliz quando vejo que mais um autor nacional mostra sua criatividade e não fica nada a dever aos escritores estrangeiros.

    Como boa fã de ficção e de distopia, achei o enredo rico e fala sobre a manipulação governamental. Por que temos de nnos submeter aos desmandos do governo? Achei bem parecida com nossa realidade atual.

    Confesso que gostaria demais de ler e resenhar esse livro.

    Rudynalva Correia Soares
    rudynalva@yahoo.com.br
    Participo e mais tarde sairá divulgação no blog.
    “Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.”(Sigmund Freud)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certeza que você vai adorar esse livro! É muuito bom!

      Excluir
  3. Não conhecia o livro, mas vc falou a palavra fantasia? Tô dentro, topo qualquer parada que se proponha a me levar a um novo mundo pq é meu gênero favorito!!
    Curiosa para espiar esse livro!

    Miquilis

    ResponderExcluir
  4. Já tinha colocado este livro na minha listinha de desejados. Agora com sua resenha tenho certeza que irei me encantar com a história.
    Apolo me parece ser um exemplo de determinação. Quero muito conhecê-lo.

    ResponderExcluir
  5. A história parece bem maluca, da pra imaginar que o livro é cheio de aventuras e deve ter um final interessante, gostei do que você cita sobre o que o autor fala de ''como nos conformamos facilmente com o que nos é imposto'', parece que a história faz pensarmos sobre tudo isso, e sem falar na capa que eu ameeei também :)

    Participando e torcendoo

    carol.passador@gmail.com

    beijoos

    ResponderExcluir

 
Voltar ao topo